• Professor Filemon

Fonologia - Gramática Objetiva Professor FIlemon.


Fonologia é a parte da gramática que estuda os sons da língua, ou seja, os fonemas.

Fonema é o elemento sonoro mais simples da palavra. O fonema tem a propriedade de estabelecer distinção entre palavras de uma língua.

Letra ou grafema é a representação escrita do fonema.


Observe a sequência de exemplos:

casa cama
paço passo
fico fixo
carro caro
mola moça

Pelos exemplos acima, verificamos que numa palavra:

  1. o número de letras pode ser igual ao de fonemas, como em casa [kaza] e cama [kama], em que ocorrem 4 letras e 4 fonemas;

  2. o número de letras pode ser maior que o de fonemas, como em passo [pasu] e carro [karo], em que ocorrem 5 letras e 4 fonemas;

  3. o número de letras pode ser menor que o de fonemas, como em fixo [fiksu], em que ocorrem 4 letras e 5 fonemas, pois a letra x representa dois fonemas [ks];

  4. uma mesma letra pode representar fonemas distintos, como em mola (ó) e moça (ô);

  5. o fonema pode ser representado por uma única letra, como em casa/cama e mola/moça.

  6. o mesmo fonema pode ser representado por letras distintas, como em paço e passo.


Transcrição fonética




Classificação dos fonemas


Vogais

São fonemas pronunciados sem obstáculo à passagem de ar e constituem a base da sílaba. Cada sílaba da palavra apresenta somente uma vogal e não existe, em português, sílaba sem vogal.

ca-sa
sa-pa-to
te-mi-do
bo-ne-ca
de-do

Consoantes

São fonemas pronunciados mediante algum obstáculo à passagem de ar; sem as vogais, as consoantes são ruídos.

ca-sa
sa-pa-to
te-mi-do
bo-ne-ca
de-do

Semivogais

São os fonemas i [y] e u [w], que não constituem base de sílaba. Por exemplo, na palavra boi, há uma consoante b + vogal + semivogal — a palavra tem uma sílaba; sendo o o vogal, consequentemente o fonema i [y] só pode ser analisado como semivogal.


Classificação das vogais

Segundo a Nomenclatura Gramatical Brasileira (NGB), as vogais devem ser classificadas de acordo com os seguintes critérios:

1. Quanto à zona de articulação

a)  anteriores — a ponta da língua dirige-se gradualmente em direção ao palato duro (a parte anterior do céu da boca): pelo, menino, vivo;


b)  médias — a língua permanece baixa, quase em repouso: cama, mala, saco;


c)  posteriores — a parte posterior da língua dirige-se gradualmente em direção ao palato mole (a parte posterior do céu da boca): boca, bule, mola.


2. Quanto ao timbre

a)  abertas — pronunciadas com a cavidade bucal mais aberta: cara, loja, pólen;


b)  fechadas — pronunciadas com a cavidade bucal mais fechada: menino, cinema, bonito, puxado;


c)  reduzidas — pronunciadas com pouca sonoridade. É um meio termo entre as abertas e as fechadas: medo, pendente, asa.


3. Quanto ao papel das cavidades bucal e nasal

a)  orais — a corrente de ar passa apenas pela cavidade bucal: marido, tela, luxo, bico, mudo, mola;


b)  nasais — a corrente de ar, encontrando o véu palatino abaixado, ressoa também na cavidade nasal: irmã, atento, presunto, infante, órfã.


Quanto à intensidade

a)  tônicas — são aquelas proferidas com mais intensidade: bolo, pote, vida;


b)  átonas — são aquelas proferidas com menor intensidade: bolo, pote, vida.


Classificação das consoantes A Nomenclatura Gramatical Brasileira classifica as consoantes da seguinte forma:

1. Quanto ao modo de articulação

a) oclusivas


b) constritivas I. fricativas

II. laterais

III. vibrantes

2. Quanto ao ponto de articulação

a) bilabiais

b) labiodentais


c) linguodentais


d) alveolares

e) palatais

f) velares

3. Quanto ao papel das cordas vocais

a) surdas


b) sonoras

4. Quanto ao papel das cavidades bucal e nasal

a) orais


b) nasais

Veja, a seguir, o quadro de classificação das consoantes da língua portuguesa.




ENCONTRO VOCÁLICO

Ditongo

Ditongo é o encontro de dois sons vocálicos na mesma sílaba. Subdivide-se em:

a) decrescente: encontro de vogal com semivogal; o ditongo decrescente pode ser:


  • oral: lei, mal, mau, véu;

  • nasal: amam, amem, não, também.


b) crescente: encontro de semivogal com vogal; o ditongo crescente pode ser:


  • oral: água, sábio, série;

  • nasal: frequente, pinguim, quando.

Tritongo

Tritongo é o encontro de três sons vocálicos na mesma sílaba: semivogal + vogal + semivogal. Os tritongos podem ser:

a)  orais: iguais, averiguei, Uruguai, desaguou;


b)  nasais: quão, deságuam, saguão, enxáguem.


Hiato

Hiato é o encontro de duas vogais pronunciadas destacadamente:

cair (ca-ir), creem (cre-em), Saara (Sa-a-ra), saída (sa-í-da), voo (vo-o)

ENCONTRO CONSONANTAL

Encontro consonantal é o encontro de consoantes na palavra, que representam sons distintos. Os encontros consonantais podem ser perfeitos (inseparáveis) ou imperfeitos (separáveis).

a) perfeitos (inseparáveis) — quando as consoantes pertencem à mesma sílaba: brao, pri-mo, flo-res, psi-co-lo-gi-a, blu-sa;

b) imperfeitos (separáveis) — quando as consoantes pertencem a sílabas diferentes: car-ta, ar-far, ad-ven-to, af-ta, ab-so-lu-to.

DÍGRAFO

Dígrafo ou digrama é a ocorrência de duas letras que representam um único fonema. Os dígrafos podem ser:

a)  consonantais: quero, seguinte, quilo, chave, pilha, manhã, exceto, nascer, cresço, aterro, pássaro;


b)  vocálicos: campo, pente, tempo, limpo, tinta, canto, ponte, bomba, bumbo, mundo, santa.


SÍLABA

Sílaba é o fonema ou conjunto de fonemas emitidos em um só impulso de voz. Toda sílaba tem por base uma vogal (não existe sílaba sem vogal):

ca-sa, te-le-fo-ne, cum-pri-men-to, te-nen-te, des-con-cen-tra-ção

Classificação quanto ao número de sílabas

Quanto ao número de sílabas, as palavras podem ser:

a)  monossílabas — as que têm uma só sílaba: pó, luz, véu, sol, mais, bem, tu;


b)  dissílabas — as que têm duas sílabas: café, peixe, capa, bonde, minha, tarde, moer;


c)  trissílabas — as que têm três sílabas: médico, lâmpada, carnaval, medida, tinteiro, estranho;


d)  polissílabas — as que têm mais de três sílabas: casamento, empacotador, paralelepípedo, antigamente.


DIVISÃO SILÁBICA

A divisão silábica é feita pela soletração, isto é, pronunciando as palavras por sílabas. Na escrita, separam-se as sílabas com o hífen:

a-lhei-o, di-nhei-ro, ar-gui-ção, te-sou-ro, con-te-ú-do, ad-mi-tir, mai-se-na

Regras práticas para a divisão silábica:

a) a consoante inicial não seguida de vogal junta-se à sílaba seguinte: pneu, pneu-má-ti-co, czar, cza-ri-na

b) a consoante medial não seguida de vogal junta-se à sílaba anterior: tungs-tê-nio, ad-ver-tir, as-pec-to, rit-mo, ist-mo, felds-pa-to

c) não se separam elementos dos dígrafos ch, lh, nh, qu e gu: cha-ve, mi-lho, ni-nho, que-ri-da, guei-xa

d) separam-se as letras dos dígrafos rr, ss, sc, sç, xc e xs: car-ro, pas-so, nas-cer, nas-ço, ex-ce-to, ex-su-dar, car-ros-sel


e)  duas letras iguais são sempre separadas na divisão silábica: ca-a-tin-ga, xi-i-ta, oc-ci-pi-tal, vo-o, cre-em, zo-o-ló-gi-co


f)  a vogal atrai para sua sílaba a consoante final do prefixo anterior: de-sa-ten-to, tran-sa-tlân-ti-co, su-pe-ra-mi-go, in-te-rur-ba-no, su-bi-tem


g)  não se separam, na divisão silábica, as vogais de ditongos e tritongos: pai-xão, i-guais, sa-guão, dei-xar


h)  separam-se as vogais dos hiatos: sa-í-da, ba-la-ús-tre, sa-ú-de, fa-ís-ca


i)  separa-se o ditongo do hiato, quando aparecem juntos: mei-a, i-dei-a, as-sem-blei-a, sa-iu


ACENTO TÔNICO

Num vocábulo de duas ou mais sílabas, há, em geral, uma que se destaca por ser proferida com mais intensidade que as outras: é a sílaba tônica. Nela é que está o acento tônico da palavra. Nos exemplos seguintes, as sílabas tônicas estão em destaque:

ca— jaNEla — comparaÇÃO — dificilMENte — LÂMpada —PindamonhanGAba


Observe que nem sempre a sílaba tônica recebe acento gráfico.

Certas palavras derivadas, além da sílaba tônica, possuem uma sílaba subtônica, que na palavra primitiva era tônica. Nos exemplos seguintes, as sílabas subtônicas estão em destaque:

caFEzinho — SOmente — RApidamente — aVOzinha — diFIcilmente

As sílabas que não são tônicas nem subtônicas chamam-se átonas (pronunciadas de forma fraca). Podem ser pretônicas (quando vêm antes da sílaba tônica) ou postônicas (quando vêm depois da sílaba tônica). Nos exemplos seguintes, as sílabas átonas estão em destaque:


MONtaNHACAfeziNHOJAneLACOMPARAção — somenTE


Analisando as sílabas de uma palavra, temos, por exemplo, em:


dificilmente

sílaba tônica: men; sílaba subtônica: fi;

sílabas átonas: di, cil e te;

sílabas pretônicas: di e cil;

sílaba postônica: te.


cafezinho

sílaba tônica: zi; sílaba subtônica: fe;

sílabas átonas: ca e nho;

sílaba pretônica: ca;

sílaba postônica: nho.


Classificação das palavras quanto à tonicidade

Quanto à tonicidade, as palavras podem ser:

Oxítonas Palavras oxítonas são aquelas cuja sílaba tônica é a última: café, sofá, compor, partir, carnaval, Jacarepaguá

Paroxítonas Palavras paroxítonas são aquelas cuja sílaba tônica é a penúltima: casa, livro, reitoria, psicologia, medonho, xi

Proparoxítonas Palavras proparoxítonas são aquelas cuja sílaba tônica é a antepenúltima: cômodo,pido, úmido, ônibus, paralelepípedo, tetraplégico



Quanto à tonicidade, os monossílabos classificam-se em átonos e tônicos:

a) tônicos — quando pronunciados fortemente; em geral os monossílabos tônicos são verbos, substantivos, adjetivos, advérbios e pronomes retos ou oblíquos tônicos:


vi, li, pôr, ser, má, mim, ti, tu, eu, lá, cá, nó, fé

b) átonos — quando pronunciados fracamente; em geral os monossílabos átonos são artigos, conjunções, preposições e pronomes demonstrativos ou oblíquos átonos:


o, a, e, ou, me, te, de, sem, sob, os, as


PROSÓDIA

Prosódia é a parte da fonética que trata da correta acentuação tônica das palavras. Ao deslocamento do acento tônico, dá-se o nome de silabada. Por exemplo, quando alguém diz “rúbrica” em vez de “rubrica”, está cometendo uma silabada. Para identificar a sílaba tônica, eis alguns vocábulos de difícil pronúncia:





A seguir há uma lista de palavras que apresentam dupla pronúncia.

ORTOEPIA

Ortoepia ou ortoépia é a parte da Fonologia que cuida da correta produção oral das palavras. Quando pronunciamos róbo em vez de roubo, estamos incorrendo em erro de ortoepia. Também constitui erro de ortoepia a pronúncia de consoante muda de maneira forte:



A seguir listaremos palavras que costumam gerar dúvidas na pronúncia. Procure lê-las em voz alta para que você se familiarize com a pronúncia correta de acordo com o padrão culto da língua portuguesa.




26 visualizações
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram